Mulheres lideram, em Manaus, projeto do maior condomínio do país em cidades com até 2 milhões de habitantes

O Quintas de São José do Rio Negro é considerado um dos empreendimentos mais inovadores e sustentáveis de Manaus

0
39

O Quintas de São José do Rio Negro é considerado um dos empreendimentos mais inovadores e sustentáveis de Manaus, já classificado como o maior do país em cidades com até 2 milhões de habitantes. O condomínio, localizado na estrada do Cetur, Tarumã, zona Oeste da cidade, também tem chamado a atenção por conta do time de mulheres que estão à frente de atividades como as obras, o marketing e a comercialização dos lotes.

Denise Braga, sócia da VC Engenharia, responsável pela gestão e execução das obras de infraestrutura e edificações do Quintas, avalia que, como profissional, tem sido desafiador fazer parte do projeto e, como mulher, já enxerga seu papel com naturalidade.

“Nós, mulheres, temos a mesma força e sagacidade que os homens. Enxergo como uma recompensa gerenciar um projeto com o padrão do Quintas de São José do Rio Negro e isso representa que estou no topo da minha carreira e que estou bem estabelecida no mercado de trabalho. O Quintas é um projeto pioneiro e importante para Manaus e para alavancar o mercado imobiliário”, declarou a engenheira civil.

Ela destaca que a construção civil é uma área provocadora, principalmente para as mulheres que sempre precisaram mostrar sua força de trabalho. “Hoje em dia, é possível encontrar mulheres em todos os níveis da construção civil, do canteiro de obra até a gestão. Isso representa e é resultado da capacitação das mulheres. Quase metade das turmas de engenharia civil são formadas por mulheres”, avalia Denise.

Diretora de Marketing do Quintas, a publicitária Renata Pi é especialista na área pela renomada Escola Superior de Propaganda e Marketing- ESPM/SP e coleciona no currículo passagem por grandes agências do país, onde atendeu contas como LG, Honda, Natura e Nestlé. Durante a pandemia, ela voltou para Manaus e começou a atuar com marcas do setor da construção civil, até se tornar gestora do marketing do Quintas.

“Vejo como uma oportunidade para aprender mais sobre esse segmento que é um desafio por ser um empreendimento enorme. Todo mundo que vai até o stand fica maravilhado, mas ainda há muitas pessoas que não conhecem o Quintas. Então, esse é o maior papel do marketing, a gente está nas ruas, nos grandes eventos, nas ativações, nos pontos de vendas, e também nos canais digitais”, observa Renata.

Renata Pi analisa que, apesar do marketing ser dominado por mulheres, ainda é uma área que sofre com muitos casos de machismo, principalmente nas agências que, na sua maioria, pertencem a homens. “Aos poucos, a gente vem crescendo e ocupando nosso lugar de direito, chegando a cargos de liderança, e provando nossa competência”, declarou a publicitária.

Outra profissional que faz parte do projeto do Quintas de São José do Rio Negro é Danielle Barbosa, que atua há 18 anos como corretora de imóveis. “Entre os maiores desafios está o de conciliar o dia a dia e entender as diferenças, porque muitas vezes nos anulamos para sermos iguais aos homens”, disse.

Danielle observa que muitas mulheres se comparam com os homens porque ainda não perceberam que a sua força vem da sua habilidade de ouvir e acolher. “Além disso, precisamos aceitar que, devido aos nossos hormônios, passamos por ciclos; em alguns dias, estamos mais motivadas ou mais comunicativas do que em outros”, enfatizou.

A corretora acredita que esse autoconhecimento é essencial para entender que essas alterações de humor e disposição podem trazer vantagens para a rotina, principalmente na carreira profissional.

“Atualmente, me sinto privilegiada por trabalhar na comercialização dos lotes do Quintas de São José do Rio Negro. É um projeto visionário, ousado e que contribuiu para que elevasse o nível de empreendimentos em Manaus”, confessa Danielle.

A gerente comercial do Quintas, Andressa Campos, conta que cada empreendimento apresenta suas características, e o Quintas é, atualmente, um grande desafio pela magnitude e padrão inédito do projeto que está em fase de finalização das obras.

“Ocupar a liderança da equipe comercial é bastante representativo da capacidade feminina em lidar com desafios e é muito gratificante destacar que a maior parte dessa equipe é formada por mulheres”, afirma a profissional, que possui mais de 15 anos de experiência no cargo.

Para Andressa, é primordial que as empresas invistam em lideranças femininas, iniciativa que permite o crescimento do acesso das mulheres a esses cargos mais elevados. “Com preparo e oportunidades, acredito na gradual equidade no mercado de trabalho”, afirma.

O projeto do Quintas de São José do Rio Negro foi feito para morar, para ser usado como casa de campo de alto padrão ou mesmo para investimento de alto retorno em curto espaço de tempo. Prevê hípica para até 100 cavalos, marina para até 200 lanchas ou jet-skis, heliponto para três helicópteros, campo de golfe, quadras esportivas, capela, três clubes, parque aquático, academia ao ar livre, brinquedoteca, trilha verde e mirante, entre outras comodidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui