Médicos Sem Fronteiras leva exposição fotográfica Pergunte ao Tempo para o Amazonas Shopping

São 12 registros marcantes da história da organização, que oferece cuidados de saúde a pessoas em situação de vulnerabilidade, há mais de 50 anos

0
96

O Amazonas Shopping recebe, a partir da próxima quarta-feira (13) até o dia 12 de abril, a exposição fotográfica interativa “Pergunte ao Tempo”, promovida pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF). São 12 registros marcantes da história da organização, que oferece cuidados de saúde a pessoas em situação de vulnerabilidade, há mais de 50 anos. Na mostra, o público é desafiado a dizer se a imagem é antiga ou atual.

Um dos registros revela uma fila sem fim formada por crianças, mulheres e homens com olhares perdidos, em um local em Bangladesh. Eles são refugiados Rohingyas, que estão fugindo da violência em busca de uma vida melhor. Ao lado do painel, a pergunta: “de que ano essa imagem é? 1978 ou 2018?”.

Para obter a resposta, os visitantes só precisam apontar o celular para o QR Code disponível junto às imagens e acessar os vídeos e os textos explicativos sobre o contexto de cada uma das crises humanitárias.

Neste caso, a resposta correta é 2018. Desde os anos 90, mais de um milhão de refugiados Rohingyas já fugiram da violência em sua comunidade natal. Mesmo após todos esses anos, a migração ainda é um problema enfrentado por essa população. Hoje, há mais de 800 mil refugiados Rohingyas em Bangladesh, a maioria em Cox’s Bazar, o maior acampamento de refugiados do mundo.

Moraku Tabhu (F), a three and a half years old girl, suffering from measles, is consulted by Dr. Jean-Paul Kasolwa Haraka, MSF doctor in charge of the measles unit at Biringi Hospital, Ituri Province, northeastern Democratic Republic of Congo, on 06 November 2019. Her twelve-month-old sister, Grace Tabhu, was sick and infected her a month earlier. Grace was treated by MSF and was cured of measles last October. PHOTO: ALEXIS HUGUET/MSF

Em outra imagem, essa sobre crise nutricional, famílias esperam por atendimento em uma tenda médica em Afar, na Etiópia. A foto é de 1986 ou 2022? Acertou quem disse 2022. No entanto, embora a foto mostre o testemunho de MSF sobre uma crise nutricional mortal nos dias atuais, há pelo menos três décadas o país enfrenta níveis alarmantes de desnutrição.

Com esse olhar sobre o tempo, a exposição tenta provocar o público a refletir sobre as constantes guerras, conflitos, epidemias e catástrofes que afetam as pessoas mais vulneráveis. “MSF tem mais de 50 anos. Muito poderia ter mudado durante todo esse tempo. Mas, em muitos locais onde atuamos, temos a sensação de que a situação não mudou muito. Ainda há muito a fazer”, explica Nira Torres, diretora de Comunicação de MSF.

A gerente de Marketing do Amazonas Shopping, Ivanna Passos, ressalta que é uma satisfação para o centro de compras receber a exposição e oferecer aos visitantes a oportunidade de refletir sobre as situações apresentadas e conhecer um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido pelos Médicos Sem Fronteiras em áreas em que o passado parece se confundir com o presente, e onde a organização leva cuidados de saúde para as pessoas que mais precisam.

Quem não puder ir até a exposição, pode conferir a mostra virtualmente. É só clicar aqui.

MSF

Médicos Sem Fronteiras é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a milhares de pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais e socioambientais, epidemias, desnutrição ou sem nenhum acesso à assistência médica. Oferece ajuda exclusivamente com base nas necessidades das populações atendidas, sem discriminação de raça, religião ou convicção política e de forma independente de poderes políticos e econômicos. Também é missão de Médicos Sem Fronteiras chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas pelas pessoas atendidas em seus projetos.

Serviço

Exposição: Pergunte ao Tempo (Médicos Sem Fronteiras)

Local:  A exposição ficará instalada no segundo piso do Amazonas Shopping, próximo à loja Fábrica de Café.

Data: Entre 13/03 e 12/04

Horário de funcionamento: Segunda a sábado, das 10h às 22h e Domingo e feriados, das 12h às 21h

A exposição é gratuita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui