PRONUNCIAMENTO: Bolsonaro faz última live como presidente e critica, pela primeira vez, ato terrorista

O Presidente falou às vésperas de deixar o Palácio do Planalto e embarcar para os EUA. Foto: Reprodução redes sociais.

Jair Bolsonaro (PL) fez a última live como presidente, nesta sexta-feira (30/12), e criticou, pela primeira vez, o ato de George Washington de Oliveira, que foi preso em flagrante suspeito de colocar uma bomba em um caminhão na região do Aeroporto Internacional de Brasília.

Bolsonaro também criticou a classificação do suspeito como “bolsonarista”. “Hoje em dia se uma pessoa aí comete um deslize, crime ou fazer algo reprovável pela sociedade, ou que não está de acordo com as leis, é bolsonarista”, disse.

Ele se posicionou, também, sobre a composição do Governo Lula. “É um governo que começa capenga”, definiu.

Ainda sobre o governo petista, que inicia neste domingo (01/01), Bolsonaro disse que “nada está perdido” e que o “Brasil não vai se acabar nesse 1º de janeiro”.

Ao final da live, ao se dirigir a seus apoiadores, o presidente falou que “Não tem tudo ou nada” e pediu que seja feita oposição com “inteligência” ao futuro governo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui