Prefeitura cancela queima de fogos da virada de ano, por causa do aumento de casos de Influenza e Covid-19

MANAUS – | A tradicional queima de fogos de virada de ano, que aconteceria em 12 pontos da cidade, foi cancelada pelo prefeito de Manaus, David Almeida, em anúncio feito nesta sexta-feira (17). Esse é o terceiro evento cancelado pela Prefeitura, em decorrência do aumento de casos de Influenza A de Covid-19, na capital amazonense.

O prefeito destacou que a decisão ocorreu após reunião com os gestores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). O Réveillon na Ponta Negra também foi suspenso após recomendação da pasta, no dia 4 deste mês. Seis dias depois, no dia 10, o Paço Cultural, evento que seria realizado no Centro histórico, também foi cancelado.

A Prefeitura informa que segue monitorando os casos de coronavírus. Nas últimas semanas as redes de saúde receberam o alerta dos vírus respiratórios em circulação, que causam gripe. A procura pelas unidades de saúde aumentou, segundo a Semsa.

“Devido ao aumento no número de casos de Influenza e da nova variante do coronavírus, estou anunciando, ouvindo as orientações da ciência e da medicina, o cancelamento da queima de fogos que aconteceria em diversos pontos da cidade, na virada de ano. A cautela e a prudência são os nossos dois maiores aliados neste momento. Faremos tudo para resguardar a segurança e a saúde da população manauara “, disse Almeida, em vídeo divulgado nas redes sociais.

Carnaval sendo analisado

No dia 14 deste mês, o prefeito ressaltou, em coletiva de imprensa em Brasília (DF), que a decisão sobre o Carnaval será avaliada em até duas semanas após o Réveillon, com base em dados epidemiológicos do coronavírus e das síndromes gripais.

O edital de chamamento público que destina apoio financeiro às escolas de samba foi suspenso. “O repasse às escolas de samba está suspenso momentaneamente. Nós não estamos cancelando o Carnaval ainda. Estamos aguardando os dados da Semsa em relação ao aumento ou não dos casos de Covid-19 e síndromes gripais”, disse o prefeito, à época.

Programação descentralizada

O governo do estado também realizou mudanças em decorrência do quadro epidemiológico na capital e no estado. A programação artística de Natal no Largo São Sebastião foi suspensa no último dia 10, como forma de medida de prevenção.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa disse que o Largo, no Centro, estava sendo o local mais procurado pela população, ocasionando aglomerações. As atividades tiveram que ser descentralizadas e o circuito da Fábrica do Papai Noel, que era realizado no local, foi suspenso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui