Mulheres falam dos desafios na evolução de carreira


Colaboradoras do Grupo Atem contam como acreditaram nas oportunidades e cresceram dentro da empresa


Recém-formada da faculdade de Estatística, em 2017, Sabrina Barroso não pensou duas vezes ao aceitar um emprego que estava longe do que havia aprendido no ensino superior: iria ser copeira, atendendo a diretoria na Distribuidora Atem. “Vi aquilo como uma porta aberta para eu ir mais longe”, conta a hoje analista de Pricing na mesma empresa que a contratou.


Assim como Sabrina, outras mulheres têm mostrado o quanto são capazes de avançar até mesmo em um ambiente como o de Petróleo e Gás, tradicionalmente ocupado por homens. Sabrina não é a única que agarrou as oportunidades e cresceu no Grupo Atem. Alessandra Freitas tem uma longa história com a Atem e é considerada a primeira colaboradora oficial do grupo quando ainda nem era conhecido. Ela começou como recepcionista e telefonista e hoje chegou ao cargo de gerente financeiro da empresa.


Maria Guedes é outra que começou na Atem na área de serviços gerais, há seis anos, e hoje ocupa o cargo de analista pleno no Setor Financeiro, tendo concluído o curso de Relações Internacionais para evoluir ainda mais na empresa. Ela conta que aprendeu muito na área financeira e que sempre há algo novo para aprender.


Alexandra Bentes também tem uma história de crescimento na Atem. Ela começou como técnica de segurança do trabalho e hoje assumiu a Gerência de SMS na Refinaria da Amazônia (Ream), empresa do mesmo grupo. 


Quatro histórias, quatro evoluções na carreira e um mesmo sentimento, marcando a passagem do Dia Internacional da Mulher: quando se tem determinação e vontade de ir além na carreira, as mulheres dão sempre exemplo de evolução.


Sabrina ficou apenas três meses servindo café. Conversava com todos os setores, mostrou que havia concluído o ensino superior e logo recebeu o convite para participar da seleção para a Central de Atendimento dos Clientes da Atem. De lá, também passou apenas três meses e logo foi para área que está até hoje, há 6 anos, no setor Comercial. “A evolução de carreira é um conjunto que depende de você, ao ser determinada e buscar o seu crescimento; mas também da empresa. A Atem está sempre abrindo oportunidades para seus colaboradores evoluírem”, afirma.

Alessandra de Freitas também teve muitas oportunidades abertas na empresa. De recepcionista e telefonista ela trabalhou no Faturamento, foi para Logística, depois Estoque, voltou para o Faturamento e, em 2008, foi para o Financeiro como analista de Contas a Pagar. Passou a ser supervisora e hoje é a gerente da área, comandando um time de 28 colaboradores, sendo 26 mulheres.  “Sou uma pessoa que gosto de aprender sempre e não tenho medo dos desafios. Também não tenho medo do novo e tenho muita paciência, acreditando que tudo, ao final dará certo”, afirma Alessandra, que este ano completa 25 anos de empresa.

Com um notebook sempre a postos, Alessandra conta que seus familiares já sabem que até em algum passeio, ela irá levar o trabalho junto com ela. Hoje, no entanto, ela conta que consegue equilibrar mais a vida pessoal com a do trabalho.  “O meu trabalho é muito gostoso. Acho que se não tivesse essa atividade eu até adoeceria”, diz Alessandra, lembrando que o desenvolvimento de carreira depende do esforço de cada um dentro de empresas que dão oportunidades para os talentos internos.

Alexandra Bentes, gerente de SMS, acredita que a evolução de sua carreira está relacionada ao seu perfil determinado, mas também por sua capacitação. “Temos sempre que mostrar que temos capacidade para estar onde estamos. Eu tenho muita fé em Deus e se ele me colocou ali é porque eu realmente tenho capacidade para assumir esse cargo”, comenta Alexandra, dizendo que também faz a sua parte, sempre se atualizando e com o apoio fundamental da família.

Maria Guedes fala com orgulho de seu começo na Atem: “Algumas pessoas podem achar vergonhoso entrar como serviços gerais, mas eu não. Tenho orgulho do meu começo porque eu sei que minha evolução só dependia de mim. O lugar que nós, mulheres, podemos alcançar, depende da nossa determinação de estudar, fazer o melhor e buscar nossa melhoria. Sei que, assim, conseguimos conquistar qualquer cargo, em qualquer empresa, desde que tenhamos fé em Deus e um propósito de vida”, declarou.
 
Área administrativa
 
Na Distribuidora Atem, que atua no ramo dos combustíveis, a área operacional ainda é dominada pelos homens (63%), mas cada vez mais com mulheres ocupando o mesmo espaço (37%). Já na área administrativa, no entanto, as mulheres já são maioria.
 
A área de Recursos Humanos do Grupo Atem aposta nos talentos internos antes de buscar novos profissionais de fora. Eles não fazem distinção de gênero, mas as mulheres têm se destacado também nas seleções.
 
Sobre a Atem – O Grupo Atem, com mais de 30 anos de fundação, é composto por diversas empresas no ramo de combustíveis, logística rodoviária e fluvial, construção naval e refino de petróleo, entre outras. O Grupo está presente em 13 estados do Brasil, possuindo, a Distribuidora, mais de 300 postos franqueados, 7 bases de distribuição ativa, 2 bases em construção e milhares de clientes ativos, além de capacidade de movimentação de 5 bilhões de litros de combustíveis por ano.
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui