ILUMINA+: Autazes começa a receber modernização de iluminação pública com LED

No município de Autazes, 2.443 pontos de iluminação tradicional serão substituídos por iluminação a LED. FOTO: Arquivo.

MANAUS – |O programa de modernização da iluminação pública no interior, o Ilumina+ Amazonas, começou a ser implantado em Autazes, município a 113 quilômetros de Manaus. Executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) do Governo do Amazonas, o programa vai substituir 2.443 pontos de iluminação tradicional por luminárias modernas de LED no município.

O coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo, informou que a maior parte das ruas da cidade já estará iluminada dessa forma para a Festa do Leite, que acontece no final de julho. Campêlo, que acompanhou o início da implantação do novo sistema na cidade, ao lado do prefeito Andreson Cavalcante, disse que o impacto mais imediato da iluminação em LED está sendo na segurança pública.

“O combate à criminalidade fica mais eficiente, porque a cidade está mais e melhor iluminada. Isso facilita muito para o policiamento e as rondas noturnas. Assim como vai facilitar para a Guarda Municipal fazer a vigilância dos prédios públicos e logradouros. O comerciante poderá estender seu horário noturno e o vendedor ambulante também poderá ficar mais tempo”, disse ele.

O subcomandante de Policiamento de Autazes, 2º tenente Aldenir, comemorou o novo momento para a segurança pública. “Essa parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura é de suma importância, porque teremos um novo sistema de iluminação pública aliado às câmeras que estão sendo implantadas pelo município. Quem ganha é a segurança pública e a população”, afirmou.

O sistema de câmeras foi anunciado pelo prefeito de Autazes, Andreson Cavalcante, durante o evento de implantação do LED no município. Para o prefeito, que esteve em Manaus semana passada conhecendo a tecnologia de LED, uma revolução vai acontecer na cidade. “É um sistema moderno. E o melhor é que nenhuma rua vai ficar sem essa iluminação de LED”, ressaltou, destacando que usar lâmpadas antigas na iluminação pública é como “enxugar gelo”. “A gente compra 200 lâmpadas, vem uma oscilação de energia e queima 60, vem um raio e queima mais 30, o tempo fica ruim, queima mais 20. É jogar dinheiro público no ralo. O LED é mais eficiente, mais claridade”, frisou.

O programa Ilumina+ Amazonas avança com rapidez e já são mais de 16,6 mil pontos de iluminação de LED substituídos em nove municípios. Outro que recebeu o programa esta semana foi Urucurituba. Até o fim do ano, serão pelo menos 27 municípios contemplados com a iluminação totalmente em LED, 26 pelo programa e Maués que teve todos os pontos de iluminação pública substituídos por luminárias de LED por meio do Prosai Maués.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui