Forte temporal deixa mais de 380 mil sem energia e ocasiona problemas em vários pontos na cidade

Queda de árvore em carros e vias movimentadas da cidade foram registradas. Foto: Amazonas Energia – Divulgação

Vanessa Bayma

vanessabayma@canaltres.com.br

MANAUS – | O forte temporal ocorrido na manhã desta segunda-feira (27) gerou vários prejuízos. Mais de 380 mil clientes ficaram sem energia elétrica, de acordo com a Amazonas Energia, e o abastecimento de água em mais de 100 bairros foi afetado em diversos pontos da cidade. Os ventos foram intensos, entre 40 e 60 quilômetros por hora, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ocasionando destelhamento de casas e desabamento de muros.

Os municípios de Iranduba, Careiro da Várzea e Manacapuru também tiveram os mesmos problemas, segundo a Defesa Civil do Estado do Amazonas. No primeiro, houve destelhamento do estádio do município, queda de árvores, tombamento de poste, destelhamento de residências e falta de energia. Já no Careiro, destelhamento de casas. Não houve feridos. Em Manacapuru, todo o município ficou sem energia.

A Defesa Civil de Manaus recebeu o registro de 10 ocorrências, de diversos tipos, e o Corpo de Bombeiros foi acionado quatro vezes, sendo a maioria por queda de árvores nas vias, prejudicando o trânsito local.

Por conta do vendaval, de acordo com a Defesa Civil, houve destelhamento de casa na rua 9, conjunto Boas Novas, bairro Cidade Nova, Zona Norte; travessa Presidente Dutra, bairro São Raimundo, Zona Oeste; rua Wilkens de Matos, bairro Aparecida, Zona Sul; e beco Vista Alegre, bairro Educandos, Zona Sul.

Na rua Criciúma, bairro Cidade de Deus, Zona Norte, a Defesa registrou um deslizamento de barranco. Na avenida Djalma Batista com rua Da Paz, no bairro Chapada, Zona Centro-Sul, houve o desabamento de muro. Na rua 8 de Agosto, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, alagamento da via.

Também foram registrados tombamentos de árvores sobre casas em três lugares: rua Sargento Apolo, antiga rua 10, bairro Flores, Zona Centro-Sul; rua 10, também em Flores; rua Dr. Theomário Pinto da Costa, bairro Chapada, Zona Centro-Sul.

O Corpo de Bombeiros também fez atendimentos de queda de árvore, como na rua Major Gabriel, bairro Praça 14, Zona Sul, onde uma árvore de grande porte caiu sobre uma residência. A equipe estava aguardando a chuva amenizar para efetuar o corte.

Na avenida Marciano Armond, perto da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), bairro Cachoeirinha, Zona Sul, um jambeiro tombou e prejudicou o trânsito local. O registro também ocorreu no Alvorada, Zona Oeste, em rua não informada.

Além das ocorrências de tombamento de árvores, o Corpo de Bombeiros registrou a queda de uma fiação energizada sobre veículo na avenida Senador Álvaro Maia, Zona Centro-Sul. A Amazonas Energia teve que ser acionada.

Falta de energia

Equipamentos e postes foram afetados com a forte chuva. Foto: Amazonas Energia – Divulgação

Por meio de nota, a Amazonas Energia informou que a chuva ocasionou fortes rajadas de ventos e descargas atmosféricas na cidade. Com isso, houve danos na vegetação e objetos foram lançados sobre a rede elétrica, o que danificou vários equipamentos. Cerca de 63 alimentadores de energia foram desligados, afetando 20% dos bairros.

Os bairros atingidos, de diversas zonas da cidade, foram: São José 3 e 4, Armando Mendes, Zumbi, Parque das Castanheiras, Novo Reino, Nova Floresta, Tancredo Neves, Jorge Teixeira 1, 2 e 3, Comunidade Chico Mendes, Grande Vitoria, Distrito 2, Coroado, Aparecida, Centro, Cidade Nova, Compensa, Vila da Prata, Coroado, Santo Antônio, São Jorge, Adrianópolis, Distrito Industrial Chapada, Nossa Sra. das Graças, Japiim, Petrópolis, D. Pedro, Parque Dez, Parque das Laranjeiras, Flores, Tarumã, Colônia Terra Nova, Ponta Negra, Santo Agostinho, Lírio do Vale, Jesus Me Deu, Morro da Liberdade, Betânia.

A Amazonas Energia informou que as equipes foram reforçadas para atender todas as demandas extras ocasionadas pelo temporal e que os canais de atendimento (call center 0800 701 3001, app e site) estão disponíveis 24h.

Vanessa Bayma
Vanessa Bayma
Jornalista manauara com experiência de mais de 10 anos em jornal impresso. Passou pelas redações de A Crítica e Manaus Hoje como repórter e editora. Fez parte da assessoria de comunicação da Alfândega da Receita Federal. Gosta de ouvir pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui