FÉRIAS ESCOLARES: disposição e criatividade dos pais fazem a diferença para atividades dos filhos

Qualidade do tempo e estar juntos são significativos na percepção de segurança da criança. FOTO: Arquivo Pesssoal.

Tayana Martins

MANAUS – |As férias escolares estão começando e a preocupação de como aproveitar esse tempo com os filhos, da melhor maneira possível, sempre acompanha os pais nesse período. Sem a programação de aulas, quando não é possível viajar, é preciso ter criatividade e muita disposição para acompanhar os pequenos.

Mesmo não conseguindo conciliar as férias do trabalho com as da escola do filho, de cinco anos, a funcionária pública Rosiane Vieira, 36, relata que o tempo que tem livre prioriza em programas para fazerem juntinhos. “Enquanto estou trabalhando, ele fica com a avó. Quando estou com ele, vamos ao shopping, à noite mesmo, levo ao zoológico aos finais de semana. Gostamos muito de aproveitar os arraiais nesta época do ano”, destacou.

Em casa, a programação também costuma ser diferenciada. Brincadeiras, jogos e até culinária fazem parte das experiências dos dois nesse período. “Gostamos muito de fazer bolo juntos, de jogos diversos, ir para a piscina e até estudar também”, listou.

Organizar atividades compartilhadas faz a diferença. FOTO: Arquivo Pessoal.

A empreendedora Licethe Alcântara, 38, mãe de Pedro e Any Lara, de 5 e 7 anos, relatou que as férias das crianças sempre despertam uma preocupação na rotina da família. “Deixo que mudem o horário de dormir, que acordem mais tarde, mas nunca gostei de deixar que eles fiquem em casa sem muito o que fazer. Isso não é legal. Pelo menos alguma coisa diferente no dia a dia deles tem que ter. Nem que seja uma ida à sorveteria da esquina. Qualquer coisa diferente”, destacou.

Licethe destacou que fica ansiosa aguardando a programação das colônias de férias para preencher pelo menos uma parte do período. “Enquanto estou trabalhando, eles ficam na colônia de férias. Faço sempre um esforço para que participem, porque tem outras crianças para brincar e dividir experiências diferentes”, reforçou.

Fortalecendo os laços – Realizar atividades simples em conjunto, traz impactos positivos na vida dos filhos. De acordo com a psicóloga e especialista em crianças e adolescentes, Flávia Bueno, as crianças ainda estão se readaptando à rotina de voltar a algumas atividades, por conta da pandemia, e é preciso tranquilidade e leveza nesse período. “Brincadeiras típicas dos anos 80 e 90, como roda, amarelinha é uma boa opção nesse período. Quanto mais próximos pais e filhos fiquem, mais segurança as crianças sentirão nesse período”, destacou.

Uma estratégia importante para os pais, principalmente quando não é possível viajar ou pagar uma colônia de férias, é trazer as crianças para a programação deles. “É importante aproveitar cada fase das crianças, trazê-las para a dinâmica delas, cozinhar juntos, ir juntos para uma reunião, na medida do possível, para a igreja, ir ao mercado juntos. Quanto mais interação existir entre pais e filhos será sempre melhor”, explica a psicóloga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui