DESAPARECIMENTO: MPF e Marinha procuram jornalista britânico e indigenista brasileiro

O indigenista Bruno Pereira acompanha o jornalista britânico, Dom Phillips. FOTO: Reprodução.

MANAUS – | O jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira desapareceram no Vale do Javari, no extremo Oeste do Amazonas, neste fim de semana. Repórter freelance para o jornal The Guardian, Dom Phillips está escrevendo um livro e viajou acompanhado pelo brasileiro para realizar entrevistas.

O Ministério Público Federal informou que já instaurou procedimento administrativo para apurar o desaparecimento dos dois. Tanto o MPF quanto a Polícia Federal informaram que foram comunicados do desaparecimento na manhã desta segunda-feira (6). Em nota, o MPF diz que, além da abertura de investigação, acionou a PF, a Força Nacional e a Marinha do Brasil para auxiliarem na localização dos desaparecidos. A Marinha deverá conduzir as buscas.

A Embaixada Britânica no Brasil também informou que está acompanhando o caso de perto.

Ameaças –  De acordo com a União das Organizações Indígenas dos Povos do Javraria (Univaja), a equipe vinha recebendo ameaças antes do desaparecimento. “A ameaça não foi a primeira, outras já vinham sendo feitas a demais membros da equipe técnica da Univaja, além de outros relatos já oficializados para a Polícia Federal, ao Ministério Público Federal em Tabatinga, ao Conselho Nacional de Direitos Humanos e ao Indigenous Peoples Rights International”, informa a entidade em nota.

A Univaja informou ainda que eles desapareceram no trajeto entre a comunidade ribeirinha São Rafael até a cidade de Atalaia do Norte, pontos de ida e de retorno, no Amazonas.

O editor de meio-ambiente do The Guardian, Jonathan Watts, publicou mensagem no Twitter pedindo ajuda das autoridades brasileiras para encontrar a equipe: “Dom Phillips, um excelente jornalista, contribuidor regular do Guardian e um grande amigo, está desaparecido no Vale do Javari na Amazônia depois de ameaças de morte ao indigenista e companheiro de viagem Bruno Pereira, que também está desaparecido. Ligando para as autoridades brasileiras para lançar imediatamente uma operação de busca”.

Familiares do jornalista também publicaram mensagens no Twiter pedindo que as autoridades brasileiras dedicam o máximo de esforço para localizá-lo. Nas mensagens, eles destacam o amor que o jornaliste tem pela Amazônia e pelo Brasil.

Com informações de Metrópole e Veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui