ConecteSUS retorna com instabilidade na emissão do certificado nacional de vacinação contra Covid-19

Ministério da Saúde informou na quinta-feira (23) que o sistema havia voltado. Foto: Agência Brasil

BRASIL – Na manhã desta sexta-feira (24) o aplicativo ConecteSUS ainda apresentava instabilidade e a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 foi afetada. O documento é requisito primordial para quem vai viajar. Na noite de quinta-feira (23), o Ministério da Saúde informou em nota que o sistema já estava restabelecido, após ficar fora do ar desde o dia 10 deste mês, quando sofreu um ataque hacker.

Ainda segundo nota, o grande volume de acessos poderia gerar a lentidão no sistema, fato confirmado pela reportagem do CANAL TRÊS, que tentou emitir um certificado. Além da demora e do documento não ser gerado, a carteira de vacinação não estava atualizada com todas as doses, demonstrando que o sistema voltou, mas ainda está em processo de atualização de todos os dados.

O ataque

No dia 10 de dezembro, o site do Ministério da Saúde e o aplicativo do ConecteSUS foram invadidos por hackers. O site do ministério voltou a funcionar no mesmo dia, mas o ConecteSUS estava inacessível desde então.

Além de dificultar o acesso da população a dados referentes à saúde e a obtenção do certificado de vacinação contra a Covid-19, o ataque prejudicou a atualização do boletim diário com a situação epidemiológico da doença no país, pois vários estados estavam com dificuldade de atualizar os dados referentes a casos e mortes, pois o e-SUS Notifica também foi afetado. Outro sistema atingido foi o Programa Nacional de Imunização (SI-PNI).

A autoria do ataque cibernético foi assumida por “Lapsus$ Group”. No dia, o ministério informou que o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e a Polícia Federal foram acionados pela pasta para apoiar as investigações sobre o caso.

*Com informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui