Colégio Martha Falcão passa a oferecer assessoria com foco nos vestibulares

Grupos de estudos, simulados, autocorreção de exercícios e estudos dirigidos também já estão entre as estratégias utilizadas no Colégio Martha Falcão.

0
58

Devido ao relevante resultado dos alunos nos últimos certames, o Colégio Martha Falcão passa a oferecer um atendimento exclusivo com foco no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares. Os alunos da instituição colecionam aprovações na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e até  Universidade de Notre Dame (nos Estados Unidos).

“Todo o material didático utilizado na escola, desde a primeira série do Ensino Médio, já trabalha as habilidades e áreas de conhecimento cobradas nas provas do Enem, e isso contribui para o desempenho deles no certame”, destaca a coordenadora pedagógica do Colégio Martha Falcão, Francisca Loiola.

Para os vestibulares regionais, os professores aplicam conteúdos e exercícios que mais são pedidos nas provas. “Na reta final de preparação, realizamos aulões especiais onde os alunos podem rever e esclarecer dúvidas”, explica a coordenadora.

Grupos de estudos, simulados, autocorreção de exercícios e estudos dirigidos também já estão entre as estratégias utilizadas no Colégio Martha Falcão.“O terceiro ano do Ensino Médio é revisional, porque todo o conteúdo já foi trabalhado no primeiro e segundo ano, por conta disso há um aumento no número de aulas e maior foco nos conteúdos em que eles possuem alguma dificuldade”, disse a professora Francisca.

Com a ajuda de uma plataforma de ensino, os alunos conseguem acompanhar o seu gráfico de desempenho ao longo de toda a preparação. Dessa forma, podem identificar os seus pontos fortes e fracos nas provas.

Para a escolha da carreira, o Colégio também aposta na realização de teste vocacional entre o 9° e início do Ensino Médio, além de aulas de Projeto de Vida que também orienta  e acompanha os jovens nesse período. 

“A partir desse ano teremos simulados aos sábados e um espaço totalmente dedicado para a orientação para os vestibulares. Um professor vai ficar exclusivo nessa sala para passar informações, fazer acompanhamento e tirar dúvidas como, por exemplo, qual a pontuação necessária para o curso que o aluno escolheu”, revela a coordenadora pedagógica.

A instituição também passará a incentivar que os alunos a partir do 9° ano façam a prova do Enem. A ideia é que eles se familiarizem com todo o processo que envolve o certame.

Aprovados

A jovem Gabriela Cambeiro, de 18 anos, que estudou no Pinocchio Centro Educacional e depois no Martha Falcão, atribui seu desempenho nos vestibulares à base educacional que recebeu nas escolas e ao apoio da família.

“Busquei ter uma rotina de estudos desde o primeiro ano e não deixar pra estudar apenas no último ano do Ensino Médio, como muita gente faz, principalmente porque fiz o Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Ufam, que é um processo seletivo seriado que faz a soma da pontuação nos três anos”, avalia Gabriela.

Um planner para organizar o dia a dia também fez parte da vida da estudante. Além do conteúdo para estudar, ela também incluía hábitos para uma vida mais saudável. Gabriela alcançou o segundo lugar no curso de Direito no vestibular da UEA, primeiro lugar em Psicologia no PSC da Ufam, e Psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Já Gustavo Lima de Souza, de 18 anos, aprovado no curso de Administração tanto no vestibular quanto no Sistema de Ingresso Seriado (SIS)  da UEA, acredita que o equilíbrio na sua rotina trouxe leveza para a sua preparação e isso influenciou no resultado. “A pressão acaba atrapalhando mais do que ajudando”, disse.O jovem que, dividia a rotina de estudos entre a escola e o cursinho, aponta que essa combinação contribuiu para a aprovação, já que contava com o apoio pedagógico das duas instituições. “Os finais de semana e feriados eram reservados para o descanso e vida social”, revela Gustavo.

Outro aluno do Martha Falcão que tem comemorado o resultado nos vestibulares é Gabriel Souza, de 17 anos, que além de passar para Economia tanto no SIS da UEA quanto no Sisu na Ufam, conseguiu ser aprovado na Universidade de Notre Dame, que fica no Estado de Indiana, nos Estados Unidos.

Ele conta que o foco do Colégio Martha Falcão na inteligência emocional dos alunos foi essencial na sua trajetória escolar. “O segredo em não focar em nota, mas sim em desenvolver o conteúdo foi essencial. Fiquei muito tranquilo durante toda a preparação até o dia das provas”, comenta.“

Já para a Notre Dame, o processo seletivo  foi um pouco diferente, pois além de incluir diversas avaliações, como o histórico escolar, levou em conta os projetos que participei na escola, como o Clube do Futuro Cientista, medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), Olimpíada Brasileira de Informática (OBI), Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), e trabalhos voluntários”, explica Gabriel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui