CHEIA: Municípios do AM seguem em situação de alerta e de emergência

Na imagem, enchente no município de Manacapuru e obras construção de passarelas emergencias. FOTO: Secom.

MANAUS – |Quarenta e nove municípios do Amazonas continuam enfrentando os problemas com as enchentes deste ano em todas as calhas de rio da região. Desses, 42 ainda estão em situação de emergência e sete estão em situação de alerta. O período de cheia dos rios no Amazonas continua em observação pelos órgãos regionais, em especial, para o levantamento realizado diariamente pela Defesa Civil do Amazonas, por meio do Centro de Monitoramento e Alerta (CEMOA) e pela gerência regional que realiza o acompanhamento diário com os coordenadores municipais, para as condições da enchente.

Nesta quinta-feira (18), foi registrado um total de 575.870 pessoas e 143.968 famílias afetadas pela enchente deste ano no estado do Amazonas, de acordo com dados do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres.

O nível do Rio Negro registrado pelo Porto de Manaus também nesta quinta-feira foi de 27,46 metros. O maior registro nesta temporada foi em 18 de julho, quando o nível registrado foi de 29,70 metros, a 4º maior cheia desde o início dos registros em 1902.

Até agora, 49 municípios foram afetados com a subida das águas este ano, entre eles, 7 em situação de Alerta (Tapauá, Pauini, Itapiranga, Urucará, Novo Airão, São Gabriel da Cachoeira e Manaus) e 42 em situação de emergência (Juruá, Guajará, Boca do Acre, Canutama, Beruri, Borba, Nova Olinda do Norte, Novo Aripuanã, Manicoré, Atalaia do Norte, Tabatinga, S. Antônio do Içá, Amaturá, Tonantins, S. Paulo de Olivença, Tefé, Uarini, Jutaí, Fonte Boa, Maraã, Coari, Alvarães, Manacapuru, Careiro da Várzea, Caapiranga, Manaquiri, Anamã, Careiro Castanho, Iranduba, Codajás, Anori, Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro, Itacoatiara, Autazes, Urucurituba, Presidente Figueiredo, Silves, Boa Vista do Ramos, Maués, Parintins, S. Sebastião do Uatumã, Nhamundá e Barreirinha).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui