Caso Bruno e Dom: Justiça ouve testemunhas de defesa nesta quinta-feira (20)

A Justiça Federal ouve, nesta quinta-feira (20), as testemunhas de defesa dos réus acusados dos assassinatos do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips. As oitivas ocorrem no Fórum de Tabatinga, interior do Amazonas.

Os réus em questão são Amarildo da Costa Oliveira (apelidado de “Pelado”), Oseney da Costa de Oliveira (“Dos Santos”) e Jefferson da Silva Lima (“Pelado da Dinha”). O objetivo é determinar se eles serão levados a júri popular.

Para hoje, estão previstas as audiências de mais cinco testemunhas de defesa, incluindo Amarílio de Freitas Oliveira, também conhecido como Dedei, que é filho de Amarildo. Ele foi detido em agosto de 2022 durante uma operação de investigação de uma associação criminosa de pesca ilegal na região onde os assassinatos ocorreram.

Outras cinco testemunhas de defesa já prestaram depoimento durante a audiência de instrução, incluindo Rubén Dario da Silva Villar, conhecido como “Colômbia”, apontado como o mandante dos crimes de Bruno e Dom, que negou envolvimento no delito.

Além de ‘Colômbia’, outras quatro pessoas foram ouvidas na audiência, são eles: Josenete Campos de Freitas (esposa de Amarildo), Eliclei Costa de Oliveira (Irmão de Amarildo), Otávio da Costa de Oliveira (Irmão de Oseney) e Laurimar Lopes Alves “Caboco” (Pescador).

No dia 27 de julho está marcado o novo interrogatório dos três réus do caso. Ao término da fase, o magistrado deve decidir se os acusados vão ou não a júri popular.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui