BRUNO E DOM: Caso deverá passar para as mãos da Justiça Federal

DA REDAÇÃO

MANAUS – |O processo de investigação dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, ocorrido no início de junho em Atalaia do Norte (AM) deverá passar para a competência da Justiça Federal. O motivo é que o relatório das investigações realizadas pelas polícias Civil e Federal, e que consta nos autos processuais, conclui que a motivação do crime estaria relacionada diretamente com os direitos indígenas, cuja análise da matéria jurídica é de competência da Justiça Federal.

“Essas informações não constavam anteriormente nos autos, o que permitia, portanto, a atuação do Juízo estadual nesse processo”, explicou a juíza ao informar, oficialmente, que está declinando competência.

Caso aceite a declinação de competência, a primeira ação da Justiça Federal será decidir sobre o pedido das autoridades policiais à frente das investigações, feitas na tarde de quarta-feira (6) para converter as prisões temporárias de três investigados, em prisões preventivas.

Além da competência alegada pela juíza para declinar do caso, o Ministério Público também ponderou sobre as informações apresentadas no relatório e pediu a declinação da competência para a Justiça Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui