Amazonas sedia pela primeira vez, nesta sexta-feira, entrega de premiação nacional do Instituto Lixo Zero Brasil

Rodrigo Sabatini, presidente do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB), vai abrir o evento. Foto: Divulgação

MANAUS – | O Amazonas vai sediar pela primeira vez a entrega do Prêmio Lixo Zero Brasil, destaque concedido aos projetos desenvolvidos no país que tenham contribuído para a propagação desse conceito, que envolve o tratamento correto dos resíduos e a proteção ao meio ambiente. O presidente do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB), Rodrigo Sabatini, que vai abrir o evento, nesta sexta-feira (17), já está em Manaus, cumprindo agenda nos órgãos ambientais.

A premiação, uma promoção do ILZB, ocorrerá no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (Distrito Industrial I, Avenida Silves, 2222 – Crespo), a partir das 18h (horário Manaus). A cerimônia também será transmitida pelo canal www.youtube.com/institutolixozerobrasil.

Rodrigo Sabatini diz que a escolha do estado para sediar o evento, este ano, deve-se a dois fatores. Ele cita, em primeiro lugar, o destaque que o Amazonas vem alcançando na realização de ações voltadas à propagação do conceito difundido pelo ILZB, em especial com os trabalhos realizados pelo coletivo Manaus Lixo Zero. E, também, segundo ele, porque o estado simboliza a preocupação de todo o planeta com a sustentabilidade.

Na cerimônia, além de Sabatini, estarão presentes autoridades locais e o embaixador do ILZB na capital amazonense, biólogo Daniel Santos, diretor da Damata Consultoria e também representante do coletivo Manaus Lixo Zero.

Daniel Santos ressalta que o prêmio é uma oportunidade de mostrar o que tem sido feito nas cidades e pelas comunidades, ampliando o alcance dessas iniciativas. “A partir do compartilhamento dessas ideias é que vamos multiplicar as boas práticas pelo país”, afirmou.

O ILZB, que idealizou a premiação, é uma instituição sem fins lucrativos, que atua em todo o país, no desenvolvimento de ações com foco na destinação correta dos resíduos. Rodrigo Sabatini, o presidente da entidade, é especialista em inovação, sustentabilidade e gestão de comunidades.

Neste ano, o Prêmio Lixo Zero Brasil recebeu 150 inscrições de projetos de todo o país. O prêmio conta com 18 categorias. São elas: Conscientização e Educação; Reciclagem ou Sistema de Reciclagem; Compostagem; Redução e Reuso; Tendências; Ações Comunitárias; Políticas Públicas; Comunicação e Imprensa; Tecnologia; Cidades Lixo Zero; Escolas Lixo Zero; Eventos Lixo Zero; Indústria Lixo Zero; Celebridades e Influenciadores; Beleza e Saúde; Audiovisual; Logística Reversa e Moda Lixo Zero.

O troféu que será concedido aos vencedores leva a assinatura da artista plástica amazonense Rosa dos Anjos, conhecida nacional e internacional pelos seus trabalhos, já expostos em países da Europa, África, América Latina e América do Norte. Inspirado na Amazônia, o troféu tem o formato de uma pena de arara, chamando a atenção para os animais em extinção e, também, simbolizando a necessidade de proteção ao meio ambiente, de preservação da fauna e da flora, conforme explica a artista. “Essa peça foi feita em resíduo de alumínio, para mostrar o aproveitamento de matérias primas descartadas, que podem se transformar em objetos tão bonitos e preciosos como um troféu”, destacou. O troféu tem 50 centímetros de altura e 5 de largura.

Rosa dos Anjos é uma artista de múltiplos talentos, com esculturas produzidas em recicláveis, gesso, barro, madeira, areia, cimento, alumínio, prata e bronze. Ela cria biojoias, artigos de decoração, trançados em palha e seda, troféus, medalhas, além de realizar pinturas em tela e grafite, dentre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui